Logo
SOWILO Publicidade +55 22 2645-4737
WhatsApp: +55 22 98833-5000

logo

 


Reprodução/Palmeiras

Alexandre Mattos durante partida do Palmeiras

Diretor executivo de futebol, Alexandre Mattos, atualmente sem clube, concedeu entrevista exclusiva ao programa “Camisa 10”, do Grupo Jovem Pan, na tarde desta terça-feira, 6. Questionado sobre como avaliava a sua passagem pelo Palmeiras, o dirigente não demonstrou falsa modéstia, tratou o trabalho como “excepcional” e atrelou as recentes conquistas do clube, como a Copa Libertadores da América e a Copa do Brasil, ao seu “legado”. “Eu resgatei a Sociedade Esportiva Palmeiras. Resgatamos a credibilidade, respeito do mercado, dos adversários, da torcida e dos agentes. Resgatamos a categoria de base. Esse conjunto de fatores foi a maior contratação que eu pude fazer no clube”, declarou. “Não tem como falar que eu não fiz parte da reestruturação, que hoje ganhou não só a Libertadores, mas tudo que passou pela frente. Então, são vários funcionários que participaram desse processo, além de jogadores, como Prass, Mina, Moisés e outros. O legado tem que ser tão bom ou melhor que o próprio trabalho. O nosso trabalho foi excepcional, sem dúvida”, complementou.

O Palmeiras conquistou a tríplice coroa na temporada passada tendo Patrick de Paula, Gabriel Menino, Wesley e outros jovens formados nas categorias de base do clube como protagonistas. De acordo com Alexandre Mattos, o trabalho feito por sua gestão proporcionou que os garotos tivessem mais espaço “A base foi estrutura em excelência dentro da minha sala, com João Paulo. O Cícero trouxe três nomes, indicou o André Figueiredo. Eu disse que gostava dele, mas que precisava de um cara mais agressivo, como o João Paulo. Falei para ele fazer o que ele tinha que fazer. Foi uma quebra de paradigma muito grande”, recordou o diretor. “Esses meninos ficaram treinando todo 2019 com a equipe principal. A decisão de usar a base é técnica, do treinador. Hoje, sem dúvida alguma, o mérito é da estruturação e de fazer a base como foi feita”, complementou.

Aproveitando o período fora do futebol para fazer cursos e se “reciclar”, Alexandre Mattos olha para o seu passado no Palmeiras com orgulho. Já quanto ao futuro, ele acredita que a patrocinadora e conselheira Leila Pereira é a melhor opção para comandar o Verdão. “Ela e o marido dela são os meus amigos. Tomara que ela seja a presidente. Ela é uma baita gestora, e o futebol hoje tem muito a ver com despesas e projetos. Baseado nisso, ela jamais fará algo contra o Palmeiras”, elogiou o dirigente, que não descartou retornar ao clube. “Se ela identificar que precisa de alguém que conheça mais de futebol e que ela confia, ok. Se não precisar, tudo bem porque a equipe de trabalho é muito boa também. A Leila vai fazer as opções e jamais fará porque gosta de alguém. Se for bom para o Palmeiras, ela fará. Ela é empresária e, como toda empresária, vai pensar no bem da instituição”, acrescentou.

Assista o bate-papo completo:

 

Link original Jovem Pan

https://jovempan.com.br/programas/camisa-10/exclusivo-alexandre-mattos-atrela-legado-deixado-no-palmeiras-com-titulos-na-libertadores-e-copa-do-brasil.html

Nossos patrocinadores

Seção especial para os patrocinadores do nosso site. Publique seu anúncio aqui também.