Banner cabeçalho

Canal Itajuru - Cabo FrioO Canal Itajurú tem cerca de seis quilômetros de extensão e liga a Laguna de Araruama ao oceano Atlântico. Do seu lado esquerdo encontra-se o Mercado de Peixe, no bairro Jacaré, e a Rua dos Biquínis, no bairro Gamboa. À direita, o bairro Portinho, o noturno Boulevard Canal, e o bucólico bairro São Bento. Nele esportes náuticos como vela, canoagem, jet ski e outros são praticados. O setor pesqueiro e de artesanato (feira) também o compõe.

Seu monumento mais famoso é a Ponte Feliciano Sodré, inaugurada em 1926, em homenagem ao governador do Estado naquele ano. Na época tratava-se do maior vão livre do Brasil, o que permitia a navegação dos veleiros de sal por sua parte central. Até 2005 era o único ponto de acesso às praias do norte da cidade, quando foi inaugurada a ponte Márcio Corrêa, ao lado, duplicando a capacidade de escoamento do trânsito.

Ponte Feliciano Sodré - Cabo Frio

Ponte Miguel de Carvalho e Ponte Feliciano Sodré.

No século XVIII, a área rural da capitania de Cabo Frio alcança grandes safras agrícolas. Neste contexto, surge o Porto do Carro, situado na margem do canal, atual divisa com o município de São Pedro da Aldeia. Mercadorias e passageiros chegam em carros de boi e são embarcados no local com destino á cidade. No século seguinte, D. Pedro II ainda utiliza este acesso, quando visita Cabo Frio em 1847. Surge também, no século XIX, a barca de passagem que atravessava a população na garganta do Itajuru.

Surgimento da Ponte Miguel de Carvalho

Em 1836, Major Bellegard já havia projetado os pegões da ponte na garganta do Itajuru entre o Morro da Guia e do Telégrafo. Na ultima década de 1800 graças ao empenho do Presidente da Câmara Municipal, Jonas Garcia da Rosa Terra e também do farmacêutico Porto Rocha, em 7 de julho de 1898, a ponte de ferro, Miguel de Carvalho é finalmente construída sobre o Canal do Itajuru por operários espanhóis. Esta construção foi primordial para o desenvolvimento da indústria salineira e agrícola de Cabo Frio.

Construção da Ponte Feliciano Sodré

Em 1920 a ponte passa por reformas e por descuido de um dos operários ela desaba no Canal do Itajuru, deixando o povo cabofriense isolado por 6 anos e a barca de passagem do portinho retorna as suas antigas funções levando o povo e suas mercadorias de um lado para o outro. Após muitas brigas e disputas políticas entre o governo municipal e estadual em 14 de jullho de 1926 chega a comitiva estadual em Cabo Frio e finalmente inaugura a Ponte de cimento armado que leva o nome do Presidente do Estado, Feliciano Sodré.

Nos anos 60 e 70, o grande desenvolvimento do turismo transformou a paisagem urbana de Cabo Frio, aumentando o fluxo de veículos entre as duas margens do canal e assim provocando colossais engarrafamentos de trânsito nas

Leia mais:Ponte Feliciano Sodré - Cabo Frio

Cron Job Iniciado