Banner cabeçalho

Charitas Cabo FrioCabo Frio viveu um período em que era agravante o estado de abandono de crianças, frutos de união entre brancos, escravos e índias.

Em 21 de julho de 1834 foi criada uma comissão provisória que deu origem à Irmandade de Santa Isabel. Um ano depois, o major do Imperial Corpo de Engenheiros, Henrique Luiz Memeyer Belegard, a presenta a planta do projeto do edifício “Casa  da  Caridade”, que seria construída com um orçamento de 2 contos de réis e complementado com contribuições voluntárias dos habitantes.

Lançada a pedra fundamental em 27 de julho de 1836,as obras iniciaram-se em 1837, mas por falta de recursos foram interrompidas no ano seguinte.

Para obter recursos, o Major Bellegard criou a Irmandade de Misericórdia, em 1938, e junto com mais 26 pessoas confere o título de Protetor da Irmandade a o Imperador D. Pedro II.

Com auxílio de Assembléia Provincial da CÂMARA MUNICIPAL as obras reiniciaram em 1839 e foi inaugurada a Charitas em 16 de fevereiro de 1840.

A razão de ser da Casa de Caridade era acolher as crianças abandonadas na calada da noite.

Foi popularmente  denominada de “Casa da Roda”, devido a existência de uma roda na porta de entrada onde era colocada a criança e por onde a “dona” da Charitas, a matrona, retirava esta criança, sem sair do interior da casa, usando e mecanismo que ao rodar fazia acriança entrar.

Em virtude das inúmeras epidemias que assolaram a cidade do século XIX, a Charitas passou a funcionar, também, como hospital. Na 2ª Guerra Mundial a Charitas foi abrigo do primeiro grupo de artilharia de Dorso, sediado em Cabo Frio.

O estabelecimento já foi usado também como Fórum, Escola, Biblioteca Municipal. Hoje, com a finalidade de divulgar as artes plásticas no município a CHARITAS abriga a Casa da Cultura José de Dome. Este espaço é aberto a todas as manifestações artísticas da comunidade cabo-friense, visando promover intercâmbio cultural no âmbito nacional e internacional.

Cron Job Iniciado