Camara Municipal de Cabo FrioA Construção

O 1° prédio da Câmara Municipal de Cabo Frio foi erguido entre 1660e 1661, durante o governo do Capitão-Mor José Varela, e se localizava na antiga Rua Direita atualmente Rua Érico Coelho.

A casa era um sobrado dividido em duas salas, uma para sessões da câmara, outra para audiências do Juiz, nesta sala havia um xadrez separado que servia de prisão e por baixo dela duas enxovias. Em 1833 o sobrado encontra-se em péssimo estado e provisoriamente aluga-se a casa do Sr. Joaquim Manoel Moreira, onde fica até mais ou menos 1840, quando se transfere para a casa do Sr. Joaquim Carvalho da Malta, na Av. Assunção onde funcionou por vinte anos, servindo nesse período como arquivo, aposentadoria do Juiz de Direito da Comarca, Salão de bailes nacionais e até como enfermaria em 1856, para os doentes pobres afetados pela cólera. Em 1860 por acharem que a casa não oferecia mais segurança, muda-se então para a casa do presidente Dr. Francisco Manoel Soares de Souza, por um período de dois anos,

 quando passa a funcionar na casa do Comendador Antonio Garcia da Rosa Terra, onde em 1872 instala a 1ª biblioteca da cidade de Cabo Frio, que em 1881 já possuía 500 livros.

Numa sessão extraordinária de 1873, é deliberada a compra do prédio pertencente à Elisa Galdina Marques Cruz, herdeira do Tenente Coronel Joaquim Marques Cruz para as sessões da Câmara.

Em 15 de Maio de 1873 a Câmara recebe finalmente o contrato da escriturada compra da casa de sobrado que abriga até hoje o Poder Legislativo local. Ao lado da câmara havia o antigo Curral do Conselho, local onde os animais que eram recolhidos pelo fiscal eram colocados até os responsáveis ir buscá-los mediante o pagamento de uma taxa. Nos fundos da Câmara havia a cadeia pública da cidade. Na década de 1940 um grande incêndio na Câmara Municipal, que segundo relatos de antigos moradores foi proposital destruiu parte de antigos documentos da cidade inclusive os livros da 1ª biblioteca que havia ali. Nos últimos anos o prédio sofreu sucessivas reformas e foi desfigurado em parte restando da construção original apenas a fachada, o telhado e uma pequena parte do interior do secular imóvel.

“Causos” resgatados com funcionários da Câmara

Vários funcionários já puderam presenciar fatos horripilantes ocorridos no interior do imóvel. Alguns objetos saem do lugar sem ninguém tocá-los, alguns vigias ouviram vozes e até barulhos de correntes durante a noite pelos corredores da Câmara.

Havia um funcionário que era muito dedicado as suas funções na Câmara a ponto da esposa ir levar o seu almoço até o trabalho, depois de morto ele foi visto várias vezes ao meio dia almoçando na Câmara Municipal. Segundo relato do Sr. Octacílio Ferreira a pessoa que viu este funcionário è de confiança e não mentiria.

Tombamento 

A Câmara Municipal de Cabo Frio foi tombada pelo Município em 28 de Novembro de 1989. N° de Tombamento 006.