Banner cabeçalho

Biodiversidade, Serviços Ecossistêmicos e Seres HumanosA biodiversidade é vital para a saúde e os meios de subsistência do ser humano, onde organismos vivos, plantas, animais e micro-organismos, interagem de modo a formar complexas teias interconectadas de ecossistemas e habitats que, por sua vez, fornecem uma infinidade de serviços ecossistêmicos de que depende toda a vida na terra.

A chamada “economia dos ecossistemas” estuda essas relações entre os ecossistemas, os serviços por ele prestados e suas relações como o bem-estar humano. Onde a premissa é de que as atividades econômicas, a coesão das sociedades e o bem-estar humano são profunda e irremediavelmente dependentes dos serviços ecossistêmicos.

Enquanto serviços essenciais de suporte à vida há uma necessidade premente de preservar os ecossistemas, garantindo sua capacidade de provisão, pois todas as atividades humanas fazem uso dos ecossistemas, mas também exercem pressão sobre a biodiversidade que oferece esses serviços.   

O conceito de funções ecossistêmicas é relevante, no sentido de que a geração dos chamados serviços ecossistêmicos se dá por meio dessas funções e são os benefícios diretos e indiretos obtidos pelo homem a partir dos ecossistemas, tais como, provisão de alimentos, regulação climática e formação do solo. Eles são considerados benefícios diretos e indiretos obtidos pelo homem a partir do funcionamento dos ecossistemas.


Embora a tecnologia possa substituir alguns dos serviços e proteger contra a sua degradação, muitos deles não podem ser substituídos e a  vida no planeta está ligada a permanente capacidade de provisão desses serviços, onde a demanda humana é crescente e ultrapassa, em muitos casos, a capacidade dos ecossistemas fornecê-los, sendo necessário compreender a dinâmica inseparável entre os elementos estruturais dos ecossistemas, como também compreender os mecanismos de interação entre os fatores de mudança e sua capacidade de geração dos serviços, como também os impactos negativos sobre o bem-estar humano e a saúde ambiental.

As pressões decorrem, em grande parte, das demandas humanas por necessidade de espaço para infraestrutura, amplamente atendidas por setores essenciais ligados à agricultura, silvicultura, recursos pesqueiros, mineração, indústria, recursos hídricos e energia. Para que possamos garantir que o consumo se encaixe nos limites dos ecossistemas, é imprescindível fazer com que esses setores compreendam a importância de transformar a sustentabilidade em um pilar essencial de sua atividade.

A compreensão das interações entre biodiversidade, serviços ecossistêmicos e seres humanos, é fundamental para a reversão das tendências negativas e, assim, salvaguardar a segurança, a saúde e o bem-estar das sociedades humanas no futuro.

Na região dos Lagos não é diferente! Biodiversidade relacionada com o – Fenômeno da Ressurgência. O fenômeno da ressurgência é caracterizado pelo afloramento de águas profundas, frias e ricas em nutrientes em determinadas regiões dos oceanos. Nessas condições, a produtividade primária é bastante elevada e, em conseqüência, toda a cadeia alimentar é beneficiada, o que torna tais regiões importantes para a pesca.

Algumas cidades afetadas pela ressurgência: Arraial do Cabo, Búzios, Cabo Frio

Cron Job Iniciado